Refinanciamento, uma maneira de pagar menos juros

O que é um refinamento?

Um refinanciamento ocorre quando uma empresa ou pessoa revisa as taxas de juros, o cronograma de pagamento e os termos de um contrato de crédito anterior. Os devedores, muitas vezes, optam por refinanciar um contrato de empréstimo, em especial quando há mudanças substanciais no cenário e econômico e queda de juros , causando economias potenciais nos pagamentos da dívida a partir de um novo acordopor que refinanciar

Quebrando os juros ‘Refinanciamento’

Um refinanciamento envolve a reavaliação dos termos de crédito de uma entidade e status de crédito. Empréstimos ao consumidor normalmente considerados para refinanciamento incluem empréstimos hipotecários, empréstimos para automóveis e empréstimos estudantis. Os investidores empresariais também podem procurar refinanciar empréstimos hipotecários em propriedades comerciais. Muitos investidores empresariais também avaliarão seus balanços corporativos para empréstimos comerciais emitidos por credores que poderiam se beneficiar de taxas de mercado mais baixas ou de um perfil de crédito melhorado.

Por que Refinanciar?

O ambiente de taxa atual é tipicamente um catalisador chave para refinanciamentos de empréstimos, no entanto, um perfil de crédito melhorado ou uma mudança nos planos financeiros de longo prazo também podem influenciar na decisão de buscar novos termos de crédito. Um objetivo comum é pagar menos juros durante a vida do empréstimo. Os mutuários também podem querer alterar a duração do empréstimo ou mudar de uma taxa fixa para uma hipoteca de taxa ajustável, ou vice-versa.

Avaliar o ambiente

Quebrando os juros

Ambientes de taxa de juros são cíclicos e, como tal, são seguidos de perto pelos consumidores e empresas para novos créditos, bem como refinanciamentos de crédito. A política monetária nacional, os ciclos econômicos e a concorrência no mercado podem ser fatores-chave, fazendo com que as taxas de juros aumentem ou diminuam para consumidores e empresas. Em tempos de vales econômicos, as taxas de juros podem ser reduzidas para ajudar a estimular os gastos do consumidor e os investimentos das empresas. As economias em uma expansão normalmente verão as taxas de juros se expandindo à medida que a economia melhora. Esses fatores podem influenciar as taxas de juros em todos os tipos de produtos de crédito, incluindo empréstimos não rotativos e cartões de crédito rotativos. Em um ambiente de taxa crescente, os devedores com produtos de juros flutuantes podem esperar ver suas taxas de juros crescerem.

Tipos de empréstimo de refinanciamento

Existem vários tipos diferentes de opções de refinanciamento. O tipo de empréstimo que um mutuário decide dependerá de suas necessidades.

O tipo mais comum é o refinanciamento de imóveis. A vantagem desse tipo de refinanciamento é o prazo e a taxa aplicada nos contratos, na Vmacred essa taxa pode ser de até 1,22% e o prazo de até 240 meses para pagar. Essa modalidade é muito procurada por empresários que buscam incrementar o capital de giro de sua empresa e por pessoas físicas com alto grau de endividamento, pois essa solução o permite reescalonar seus contratos de empréstimos trocando dívidas mais caras por uma mais barata consolidada em um único contrato.

Refinanciamento de veículo, essa é uma outra modalidade de refinanciamento muito procurada, indicada para quem precisa fazer pequenos ajustes nas finanças, a exemplo do refinanciamento de imóvel é uma ótima oportunidade para sair de juros altos, como por exemplo, os juros do cartão de crédito e do cheque especial